2 de julho de 2019

Grupo Bitcoin Banco investe em atendimento especializado para deficientes auditivos – by Renan Araújo

Acessibilidade Deficiência Auditiva LIBRAS Outros Pessoas com Deficiencia Variadas
Por Diéfani Favareto Piovezan

O Grupo Bitcoin Banco está investindo no atendimento especializado para pessoas com surdez e deficiência auditiva em sua agência física em Curitiba e nos demais canais de comunicação com os clientes.

Profissionais foram treinados para se comunicar em Libras, a Língua Brasileira de Sinais.

Com essa iniciativa, dezenas de surdos interessados em fazer investimentos e operar no mercado de criptomoedas já receberam atendimento e a curiosidade vem aumentando nas últimas semanas.

“A procura começou há pouco tempo, mas estamos recebendo um número crescente de clientes com esse perfil na agência física do Bitcoin Banco em Curitiba e também nos canais da NegocieCoins. Quando esse público percebe que o atendimento é especializado, espontaneamente divulga para seus conhecidos”, explica Brunno Ramos, gerente de atendimento da NegocieCoins.

Segundo Macedo, os colaboradores estão engajados nas ações de acessibilidade. “Toda a nossa cultura e ambiente organizacional são baseados nas oportunidades de inclusão entre nossos colaboradores e clientes.

Nosso objetivo sempre foi deixar todos muito confortáveis e não poderia ser diferente com pessoas com algum tipo de deficiência. A acessibilidade também está entre as nossas prioridades”, afirma.

Novos sinais

Para atender os clientes surdos e deficientes auditivos, os vídeos institucionais são traduzidos por uma intérprete de libras, garantindo aos usuários acesso às informações. O objetivo é produzir conteúdos acessíveis para todos os canais de comunicação da empresa.

Diversas palavras comuns ao vocabulário da tecnologia e das criptomoedas, como blockchain, trade e holder, não têm tradução para Libras. Por isso, a assistente de atendimento ao cliente Janine dos Santos Teixeira criou os sinais correspondentes.

Janine aprovou as sugestões para registro junto aos órgãos competentes, como o Instituto Nacional de Educação de Surdos (INES), Federação Nacional de Educação e Integração dos Surdos (FENESIS), Associação de Apoio ao Deficiente Auditivo (AADA), Departamento de Inclusão e a Central de Libras.

Janine é professora de libras e responsável por ministrar aulas aos colaboradores do grupo e pela tradução dos vídeos.

Sobre o Grupo Bitcoin Banco

Com sede em Curitiba, o Grupo Bitcoin Banco é um dos primeiros do país a atuar com investimentos e negócios relacionados às criptomoedas.

O grupo é composto pelo Bitcoin Banco, primeira empresa brasileira não integrante do SFN especializada em negócios com moedas virtuais.

Contam com uma unidade física localizada em Curitiba e outra em São Paulo; pelas exchanges NegocieCoins,  e Zater Capital, pela Imobiliária Tagmob, pela Opencoin (empresa destinada a desenvolver um token de utilidades)e pela Fork Content.

Também é filiado ao Icoinomia, Instituto Nacional de Defesa dos Operadores de Câmbio de Criptomoedas, cujo objetivo é defender o livre exercício da atividade econômica das organizações que operam com moeda virtual.

Deixe seu comentário